Home / News / Horário de Verão e a Informática! Leia o que é preciso para não ter problemas

Horário de Verão e a Informática! Leia o que é preciso para não ter problemas

Horário de Verão e a Informática

Horário de Verão e a Informática! Chegou o dia, domingo, o horário foi modificado, ajustado a uma condição nova. Adiantamos os relógios e a adaptação talvez demore um pouco mais. Vamos precisar acordar algumas manhãs, reclamando, até acostumarmos e ajustarmos o nosso sono ao Horário de Verão.

Esta semana estaremos falando e conversando sobre este TEMA: Horário de Verão! O quanto alguns estão se sentindo bem com o dia maior e mais tempo, para aproveitar com atividades extra trabalho. Também dos que vão reclamar de acordar ainda no escuro, mais cedo. Vale a discussão e vale buscar o melhor, para algo que não se influencia ou foi imposto, sem capacidade de modificar.

Mas, e os computadores, como vão ficar?

Deveria ser automático, mas por certo, nem todos os computadores estão prontos e ajustados. Falamos muito IoT, internet das coisas, da inteligência que está sendo programada e que avalia dados e se modifica, de forma automática, sem precisar de intervenção.

Os celulares conectados à internet, normalmente vão atualizar sozinhos e não será preciso nenhuma ação. Mas, os celulares na sua maioria, estão operando muitas funcionalidades desta forma.

E os computadores, como vão ficar? Nem todos estão atualizados e prontos para se ajustarem sozinhos. O que é preciso verificar para que isto aconteça?

  1. A versão do Sistema Operacional do seu computador;
  2. As atualizações e conformidades recomendadas pelo distribuidor;
  3. As automações implementadas e aplicadas nas estações e nos servidores.

Os ativos de rede são equipamentos que podem ou não ter a inteligência ou a automação. Para isto, é necessário que a tecnologia esteja sempre de acordo. As condições de modernidade aplicadas aos ativos e servidores.

Se nem todos os parâmetros da rede são conhecidos, avalie fazer um Mapa de Risco. O horário de verão já é um protocolo comum, bem conhecido. Ainda assim, são tantas reclamações. Avalie de ter mais conhecimento, ter ciência do que ainda precisa ser feito. A modernidade pode estar aliada a sua  atividade e otimizar a sua produção. Mas, se ignorar as condições, sobre tudo relativa a Segurança da Informação, poderá ter problemas. 

Horário de Verão e a Informática!

Quem será influenciado pelo Horário de Verão? Embora alguns estados tenham o horário ajustado, como estamos interligados, é necessário ter o Mapa de Risco e Influência atualizados. Se o seu estado não tem alteração, avalie se existe alguma relação comercial com o restante do país. Veja que, eventualmente, cidades que estão na divisa, podem ter grande influência, como o horário de banco aberto, por exemplo, pois terão uma hora de diferença.  Confira aqui quais os estados terão a imposição do Horário de Verão.

 

Horário de Verão e a Informática!

Quem será influenciado pelo Horário de Verão? A equipe de TI pode aproveitar este movimento de mudanças e buscar ajustar as Boas Práticas de Segurança. A condição de mudança sempre cria resistência, mas neste momento, não nos é admitido questionar ou não cumprir. Está feito! Podemos, então aproveitar e se existe ajuste, estender para condições das conformidades de segurança.

Segurança da Informação – Mapa de Risco!

O horário de verão também está alterado no computador, ou precisa de ser feito, nos equipamentos que não tiveram suas condições automáticas. Então, podemos avaliar o que poderia ser feito, de forma complementar, para melhorar as condições da TI:

  1. Se a versão do Sistema Operacional não estiver atualizada, promover uma campanha de atualização com apoio do financeiro da empresa;
  2. Se as atualizações e/ou conformidades liberadas pelos fabricantes, não estiverem aplicadas, criar um plano de atualização, informar aos usuários e promover estas correções;
  3. Se não tiver uma Política de Segurança para Senha Forte, se está em campanha, adicione está NOVA CONDIÇÃO e crie um política e implemente a Senha Forte;
  4. Se não tiver uma Política de Redundância, com backup externos, automáticos, avalie a solução Backup na Nuvem e crie alternativas, torne o processo robusto e seguro;
  5. Se não tiver uma Política de Contingência, com No-break,  avalie com o financeiro, estude um projeto de investimento e faça acontecer;

Se tiver dúvida sobre o Mapa de Risco, estamos com uma campanha direcionada para Segurança da Informação baseada na NORMA ABNT 27002:2005 com estudo de 11 critérios. Saiba mais neste POST ou vá direto ao Questionário e lhe entregaremos, sem custo, um diagnóstico do que está faltando e que deve ser implementado.

O questionário é um protocolo que envolve toda a empresa. Talvez possa ser apoiado, além da Equipe de TI, também pelo RH e os responsáveis da CIPA. #horariodeverao #segurancadatecnologia 

Segurança da Informação 12i

Faça um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *